Banhos de Caracalla

Construída pelo Imperador Caracalla, em 211, é um gigantesco complexo que se situa sobre uma plataforma artificail de 20 pés (6m) sobre o chão. Um arqueduto, o Aqua Antoninianus, leva água até as caldeiras e piscinas.

É dito que o Imperador Caracalla queria ser lembrado pelo povo por uma obra magnífica. Um verdadeiro centro de prazer, capaz de alojar mais de 1600 banhistas ao mesmo tempo.  O complexo das termas tem 413 × 393 metros de extensão, e o edíficio principal sozinho tem 218 metros de frente.

Após passar pelos vestíbulos, deixar suas roupas em um dos bancos ou cubículos do Apodyterium, sob a guarda de um escravo, e passar pelo grande hall central, uma visita aos banhos começaria terminaria sua imersão em um caldarium circular com 115 pés (35 metros) de diâmetro. 

Dali o banhista passaria para uma das duas piscinas menores laterais de águas morna, os tepidarium onde também poderia obter uma massagem. Por fim, passaria para a piscina de águas frias de 59×24 metros, o frigidarium, situada na entrada, em um grande salão sob 3 arcos com 108 pés de altura. 

Além de duas salas amplas de ginástica, as palaestrae, para exercícios leves e prática de luta romana; e uma natatio, uma piscina para natação ficava no norte do complexo, em uma sala sem teto. 

Estátuas e afrescos decoram os banhos. O complexo ainda abrange duas biblioteca nos muros laterais, com textos em latim e grego. Nos jardins externos, os romanos podiam conversar e relaxar após os banhos.

Do lado de fora, uma série de lojas no nível da rua vendem vários produtos para os romanos.


Boatos

Alguns boatos dizem que ao anoitecer, os banhos se tornam um lugar para encontros mais depravados da nobreza romana.

Banhos de Caracalla

Roma Tenebras HouseWayne HouseWayne